Num momento em que os desafios de saúde pública se multiplicam, os nossos sistemas de saúde devem evoluir para uma abordagem mais global e responsável, tendo em conta pessoas cada vez mais informadas e conscientes da necessidade de preservar a sua saúde. Assim, na Boiron, estamos comprometidos com as pessoas e todos os profissionais de saúde em contribuir para uma medicina mais humana, respeitadora e sustentável. 

Uma abordagem que respeita o doente

Ao propor soluções de saúde eficazes e seguras, a homeopatia é uma terapia respeitadora: do funcionamento do organismo, mas também da própria pessoa, colocando-a no centro do sistema de cuidados. 

Esta abordagem global e personalizada específica da homeopatia dá-nos a responsabilidade de acompanhar o doente no seu tratamento ao lado dos agentes de saúde, informando-os e aconselhando-os sobre a toma dos nossos medicamentos homeopáticos.

 

Relações respeitadoras dos princípios deontológicos

 

A toma de medicação e o tratamento de um doente deve ser o resultado de uma arbitragem conjunta entre diferentes agentes de saúde. Como laboratório, somos chamados a informar vários profissionais: médicos especialistas, médicos de clínica geral, parteiras, farmacêuticos... Junto de cada um, intervimos no que se relaciona com as suas escolhas terapêuticas e asseguramos escrupulosamente que estabelecemos relações transparentes, de acordo com as regras de ética específicas da nossa atividade de laboratório farmacêutico.

Portugal e a Homeopatia

77%

dos franceses já tomaram medicamentos homeopáticos durante a sua vida¹.

consumidores homeopatia

74%

dos utilizadores consideram que os medicamentos homeopáticos são eficazes¹.

Médica de homeopatia

1/3

médicos receita medicamentos homeopáticos diariamente².

medicamentos homéopathiques

58%

dos franceses procuram que os médicos prescrevam cada vez mais medicamentos homeopáticos associados aos medicamentos tradicionais¹.

(1) Infografia “Les Français et l’homéopathie” realizada pelo IPSOS, estudo com 2000 indivíduos. Outubro de 2018. (2) Estudo realizado pelo IPSOS para a Weleda/Lehning/Boiron com 302 médicos de clínica geral independentes representativos da população inquirida. Inquérito realizado entre 4 e 13 de março de 2019.

Partilhar :

Facebook
Linkedin
test@tes.fr
ok